Blog Pioneira

Fundo Social: última semana de inscrições para o programa, que já impactou mais de 310 mil pessoas

16/03/2021
Fundo Social: última semana de inscrições para o programa, que já impactou mais de 310 mil pessoas | Blog Sicredi Pioneira

Programa de maior abrangência comunitária da Sicredi Pioneira RS destina parte dos resultados da cooperativa para projetos com foco educacional, cultural e esportivo de inclusão. Inscrições estão abertas até sexta-feira, 19 de março.

O Fundo Social, um dos programas de fomento do desenvolvimento de comunidades da Sicredi Pioneira RS, está na reta final das inscrições para a edição 2021. O programa, que destina parte dos resultados para projetos com foco educacional, cultural e esportivo de inclusão, é realizado desde 2015 e o valor destinado é definido pelos associados durante as Assembleias.

Para as entidades interessadas, as inscrições para o Fundo Social 2021 seguem abertas até sexta-feira, dia 19 de março. Terão prioridade iniciativas relacionadas a crianças, adolescentes e jovens. A inscrição pode ser feita por meio do site https://www.sicredipioneira.com.br/fundosocial/, onde também é possível consultar o regulamento completo.

Prosperar em um ciclo virtuoso de crescimento é um desafio constante e também um compromisso da Sicredi Pioneira RS. O caminho para alcançar este objetivo passa pela distribuição dos resultados em diferentes segmentos, que vão muito além dos atendimentos realizados dentro das agências da cooperativa. Entre 2015 e 2019, o Fundo Social atendeu 915 projetos, com a distribuição de mais de 4 milhões de reais. Esses números significam que o programa impactou a vida de mais de 310 mil pessoas desde a sua criação. Vale lembrar que, em 2020, o recurso foi destinado à área da saúde dos municípios da área de ação da Sicredi Pioneira RS, visando apoiar ações de combate à pandemia.

Entre as iniciativas já contempladas, estão o Projeto Mão Amiga, de Caxias do Sul, que cumpre a missão de encaminhar crianças em situação de vulnerabilidade social, que não conseguem vaga no ensino gratuito, para escolas particulares. Com idade entre zero e quatro anos, só em 2019, foram auxiliadas 380 crianças. Assim como os responsáveis pelo Mão Amiga, a cooperativa também acredita que o interesse pelo crescimento da comunidade é uma responsabilidade de todos.

Para Geni Onzi Isoppo, voluntária do Mão Amiga, propostas como a do Fundo Social precisam ser copiadas por outras entidades, pois o programa espalha o espírito de solidariedade e da importância da comunhão em sociedade. Para ela, a mensagem sobre o que queremos para o futuro e o quanto colaboramos para isso, precisa ser redimensionada. Ela diz que é de coração que admira suporte que vem pelo Fundo Social, pois contribui com a ideia de uma educação mais humanizada, com o amparo necessário para o desenvolvimento pleno das crianças atendidas.

"É com muita gratidão que a gente fala sobre essas ações do Sicredi. Há vários anos nós estamos participando do Fundo Social. Todo ano, o objetivo é ajudar a pagar a vaga das crianças nas escolas. Em 2019, 380 crianças foram auxiliadas. Assim, a gente vai contribuindo com as cidades, contribuindo com as famílias. A gente sabe que os associados votam para que aconteça essa contribuição, é uma ação linda. O pouquinho de cada um consegue fazer maravilhas”, afirma Geni.

Os recursos do Fundo Social são compostos por uma parte do resultado da Sicredi Pioneira RS. Este valor é constituído a partir das movimentações e dos negócios realizados pelos associados com a cooperativa ao longo do ano. Em Assembleia, os associados optam por abrir mão de uma parte do valor a que teriam direito na distribuição dos resultados para destinar ao apoio dos projetos. Com um pouquinho de cada um, conseguimos realizar muitos sonhos. Depoimentos como esse, do Projeto Mão Amiga, tangibilizam a realização do propósito da cooperativa e comprovam que juntos construímos comunidades melhores.