Blog Pioneira

É possível gerar energia solar no Inverno?

13/07/2021
É possível gerar energia solar no Inverno? | Blog Sicredi Pioneira

Para entender a geração de energia solar durante o inverno, é essencial identificar as diferenças entre a energia solar fotovoltaica e a térmica

A energia solar térmica é aquela que utiliza o calor do sol para aquecer algum elemento, como a água e o gás. Observe que estamos falando de um sistema que se baseia na condução do calor, composto por um coletor solar, um reservatório com isolamento térmico e canos de cobre. Enquanto a energia solar fotovoltaica, que está se tornando uma tendência mundial, gera energia por meio da radiação emitida pelo Sol. A sua utilidade, portanto, vai além do aquecimento de água, podendo ser usada em qualquer aparelho e/ou equipamento elétrico da sua casa, empresas, indústrias e em propriedades rurais.

Como as placas solares funcionam em dias frios

Uma placa fotovoltaica possui diversas células e cada uma delas é composta por duas camadas de silício. A mais fina é carregada negativamente e, ao ser atingida pela radiação solar, transfere seus elétrons para a camada mais grossa, gerando energia elétrica. O frio pouco interfere na geração de energia, já que existe radiação solar no inverno e em dias nublados. Na verdade, assim como qualquer equipamento eletrônico, as placas fotovoltaicas funcionam melhor em baixas temperaturas.

Portanto, não há perda expressiva em geração de energia no inverno. O que pode ocorrer é que no hemisfério de inverno as alturas do Sol são menores, os dias mais curtos e há menos radiação solar. A quantidade total de radiação solar recebida depende não apenas da duração do dia como, também, da altura do Sol. Mas é preciso ressaltar que a equipe responsável pelo planejamento e instalação de um projeto solar analisa devidamente essas questões para dimensioná-lo.

A neve prejudica a produção de energia solar?

As placas são instaladas com inclinação e possuem uma película antiaderente que não permite o acúmulo de gelo e bloqueio da luz solar, permitindo a geração eficiente de energia. Então, gerar energia solar no inverno é possível e não confere danos nas estações com baixas temperaturas, em dias nublados ou na presença de neve. O uso dos equipamentos elétricos e banhos quentes podem ser desfrutados sem que represente gastos excedentes na conta de luz.

Dicas de economia em tempos de aumento da tarifa de energia:

  • Energia Solar Fotovoltaica: é a melhor dica para proporcionar a maior economia na conta de luz, além de permitir a produção de energia elétrica mediante um recurso renovável, a luz solar. O payback do investimento se torna muito atrativo quando comparado ao tempo de vida útil e à garantia média de 25 anos nos painéis solares. Importante também considerar a inflação energética e as eventuais bandeiras tarifárias, como o atual reajuste de 52% na bandeira vermelha – patamar 2.
  • Fique atento ao chuveiro: estima-se que o chuveiro elétrico seja responsável por cerca de 25% do consumo de energia de uma residência. A regulagem do chuveiro no modo inverno puxa mais energia; o ideal seria adequar ao modo verão ou controlar o tempo de banho.
  • Otimize a máquina na hora de lavar a roupa: use-a com a capacidade máxima. Ligar a máquina para lavar poucas peças pode gerar um gasto energético maior que o necessário no final do mês.

4) Iluminação natural: economize, facilitando a entrada de luz solar em sua casa ou empresa. Se estiver construindo, opte por instalar janelas grandes e de vidro que proporcionem a entrada da luz solar. E se estiver construindo seu imóvel, opte por pintar paredes e tetos com cores claras, pois a luminosidade reflete maior intensidade em objetos de tons claros.

5) Ar-condicionado na temperatura ideal: mantenha os aparelhos entre as temperaturas 23° C e 26° C e adote a rotina de limpeza do filtro.

6) Termostato da geladeira: para aliar o bom funcionamento do refrigerador à economia, durante os dias mais frios, o termostato pode ser regulado na temperatura média ou, até mesmo, baixa, mesmo que a geladeira esteja cheia. Com a temperatura ambiente mais baixa, os alimentos têm maior capacidade de conservação.